30/06: paralisações e protestos em todo país. IFMG não ficou de fora

Com informações da CSP-Conlutas

Portaria do IFMG amanheceu fechada na manhã de sexta-feira (30)

Os trabalhadores brasileiros deram mais uma grande demonstração de luta neste dia 30 de junho contra as reformas do governo Temer que ameaçam a aposentadoria e os direitos trabalhistas. Foi mais um dia com caráter de Greve Geral, com manifestações em todos os estados do país mais o Distrito Federal.

Apesar das diferenças entre as centrais sindicais sobre o nome que se daria ao dia de mobilização, se Greve Geral ou dia de luta, as manifestações que tomaram o país confirmam que os trabalhadores estão dispostos à luta para derrotar as reformas que atacam os direitos e os corruptos do governo Temer e do Congresso.

O SINASEFE IFMG – juntamente com o Comitê Central de Mobilização – protagonizou uma série de atos, manifestações, “panfletasso” no dia da Greve Geral.   Vale lembrar que os trabalhadores e trabalhadoras da Instituição aderiram à paralisação de 24h e, além disso, o campus Ouro Preto ficou trancado todo o dia 30. 

A participação nos atos públicos em Ouro Preto e Mariana foi evidentemente menor em comparação à última greve, ocorrida no dia 28 de abril. Muito embora a participação relativamente baixa, não houve impedimento à continuação da luta das entidades e dos trabalhadores contra o desmanche de direitos encabeçado por Temer e sua equipe. 

As atividades começaram logo cedo, à 04 da manhã, em Mariana. Estudantes, populares e trabalhadores impediram o acesso às rodovias que ligam a cidade às mineradoras. A paralisação durou cerca de uma hora. Às 10h, também em Mariana, cerca de 150 pessoas se concentraram na praça da Sé e caminharam sobre as ruas históricas do centro pedindo a retirada de Temer do poder, eleições gerais já, revogação da lei da terceirização e o fim das reformas da previdência e trabalhista.

Em Ouro Preto as manifestações começaram às 17h, na Praça Tiradentes e terminou às 19h. Líderes de movimentos sociais; membros de entidades sindicais e estudantis; trabalhadores e trabalhadoras da iniciativa privada e pública e ativistas participaram das movimentações e também falaram sobre a conjuntura política brasileira. Veja abaixo as fotos das manifestações:

MARIANA


OURO PRETO