HISTÓRICO


UM SINDICATO UNIFICADO E DE LUTA

SEU SURGIMENTO E SUA TRAGETÓRIA

O SINASEFE – Sindicato Nacional dos Servidores da Educação Federal de 1º e 2º Grau – foi criado em 11 de Novembro de 1988, no I ENCONTRO NACIONAL DAS ASSOCIAÇÕES DE SERVIDORES DAS ESCOLAS FEDERAIS DE 1º E 2º GRAUS, realizado em Salvador/BA. Fato ocorrido logo após a aprovação da Constituição Federal de 1988, que prevê em seu artigo 37, inciso VI, o direito à sindicalização para os Servidores Públicos.

Nesse evento somente participaram associações de servidores das escolas técnicas e agrotécnicas. Os CEFET´s RJ, MG e PR já tinham feito a opção, em 1984, de organizados em associação de docentes em se filiar ao ANDES. No entanto, os técnicos administrativos ficaram sem representação.

O IX CONSINASEFE, congresso que aconteceu de 21 a 26 de Outubro de 1996, em Florianópolis – SC, 8 anos depois da criação da instituição, aprovou a possibilidade de filiação de sindicatos locais, equiparando-os às Seções Sindicais, como é o caso do SINDISCOPE e do SINTEF Paraíba e Goiás.

Mesmo com a criação dos CEFET’s do Maranhão e da Bahia, os trabalhadores da educação dessas instituições permaneceram sindicalizados ao SINASEFE e assim, Escolas Agrotécnicas e Técnicas Federais, Centros Federais de Educação Tecnológica e o Colégio Pedro II do Rio de Janeiro, tiveram suas seções sindicais vinculadas ao SINASEFE-DN.

Historicamente, é importante registrar que até chegarmos à denominação atual, muitas discussões ocorreram nas bases do sindicato para encontrar a sua identidade. Assim, no VII CONSINASEFE, foi aprovada a denominação para Sindicato Nacional dos Servidores da Educação Federal de 1º, 2º e 3º Grau da Educação Tecnológica.

Dez anos depois da criação do SINASEFE, no XII CONSINASEFE, realizado no período de 24 a 29 de Novembro de 1998 em Manaus – AM), a Entidade passou a se chamar SINDICATO NACIONAL DOS SERVIDORES FEDERAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL, contemplando todos os trabalhadores e trabalhadoras da Educação da rede federal de ensino, lotados nas instituições de ensino médio, ampliando a sua representação para além da área técnica e tecnológica.

Hoje a rede federal de educação está organizada em institutos federais de educação, ciência e tecnologia. Esses institutos foram criados a partir da reunião de escolas técnicas e agrotécnicas, e colégios de aplicação das universidades federais.

Esse tipo de organização das instituições federais tem provocado uma reestruturação prática nas seções sindicais, levando-as a ampliarem a sua representatividade para todo o Instituto Federal.

Na assembléia do dia 24 de Maio de 2012, no IFMG Campus Ouro Preto, foi aprovada a transformação da seção sindical Ouro Preto em Seção Sindical IFMG do SINASEFE.